Arquivo Documental

 Santa Casa da Misericórdia de Águeda (SCMAGD)

 

Inventário do Arquivo Histórico (PDF)

 

Âmbito e conteúdo

A documentação deste fundo respeita, em grande parte, à estrutura orgânica de gestão financeira e patrimonial da Santa Casa da Misericórdia de Águeda.

Anterior à instituição da SCMAGD, para o século XVIII, existem alguns apontamentos sobre as espécies documentais existentes no cartório do Hospital, alguns hoje inexistentes, inclusos nas entregas de bens aos novos mordomos desde 1731[1], com descrição mais detalhada feita a 3 de Fevereiro de 1733, referindo-se discriminadamente:

-        Um livro de Tombo velho de 1639

-        Um livro das contas velho

-        Um livro das eleições

-        Escritura de juros de Manuel Dias e António Luís de Vila Verde de 5 de Janeiro de 1703 feita pelo escrivão Ventura da Silva Pais

-        Escritura de juros de Lucas Henriques do Casaínho feita a 20 de Junho de 1715 na nota de José Moreira de Barrô

-        Escritura de juros de Manuel Tomás de Recardães feita a 22 de Julho de 1728 feita na nota de Manuel Gomes

-        Escritura de juros de João Tomás, de Domingos Gomes, de Cristóvão de Almeida e outros

-        Escritura de juros de João Duarte de Castro e Manuel Rodrigues Ferreira

-        Escritura de juros de Manuel António de Casal de Álvaro

-        Um assinado de Manuel Pinheiro Henriques e os títulos das terras que deixou António Rodrigues Samico e o Capitão António de Almeida

-        Fatoezins que deixou Manuel Homem da Mota

-        Autos porque se concedeu fazer-se a Capela de Nossa Senhora da Boa Morte e os títulos das terras que deixou Manuel Francisco

-        Um livro de Tombo novo de 1715 

No século XIX, em 6 de Maio de 1852, faz-se inventário mais completo pelo secretário João de Pinho, discriminando-se os seguintes:

-        Um livro do Tombo dos foros e propriedades do Hospital de 1772

-        Dois livros com as verbas relativas ao legado do Dr. José Patrício

-        Um livro de Actas

-        Tombo de 1639

-        Um livro que serviu para as contas de receita e despesa e aprovação das mesmas para a extinta Provedoria da Comarca

-        Um livro de receita despesa de 1671

-        Tombo relativo a 1715

-        Quatro títulos avulsos contendo duas sentenças e duas certidões

-        Cinco maços de títulos de dívida do Hospital

-        Inventário assinado pelo ex-Administrador do Concelho João de Sousa Ribeiro e pelo defunto ex-Provedor José Luís Mendes da Paz

A produção documental que constitui o fundo da Santa Casa da Misericórdia de Águeda inicia a 1533 e continua em aberto. Integra na actualidade um total de 147 unidades de instalação.

Entre as séries deste fundo, destacam-se documentos de constituição e regulamentação, estatutos e compromissos (1900-2008); documentos de gestão administrativa, actas (1887-2003) e autos de posse dos corpos gerentes eleitos (1985-2008); documentos de gestão financeira, receita despesa (1864-1994); documentos de gestão patrimonial, escrituras (1801-1959), legados e doações, inventários; processos de obra e projectos de arquitectura (1933-1994); documentos de gestão de pessoal, registo de irmãos (1864-1993), pagamentos de cotas (1984-1996) e livros de ponto (1971-1989); correspondência expedida e recebida; e documentos relativos a assistência médica e social de gestão do Hospital de Águeda (1533-1979).

 

Fontes informativas ou documentação associada:

“Homenagem ao Dr. António Breda”, in jornal O Jornal de Estarreja, de 27 de Abril de 1933, nº 2335.

Caldeira, Francisco, Conde da Borralha, “Hospital de Águeda – apontamentos para a sua história”, tipografia Moderna -Águeda, 1941.

Coutinho, José Maria, “Há 170 anos um provedor exemplar”, in revista Hospitais Portugueses, Fevereiro 1957, nº58, p. 21-23.

Coutinho, José Maria, “O Hospital de Águeda”, in revista Hospitais Portugueses, Outubro 1954, nº34, p. 20-32.

Coutinho, José Maria, A Santa Casa da Misericórdia de Águeda – Elementos para a sua história, comentários à situação económica actual e previsão para o futuro, Águeda, Gráfica Ideal - Águeda, 1958

Figueira, Américo Dias Barata, Os Primeiros Actos da Câmara Municipal de Águeda, in Boletim da ADERAV, n.º 1, pp. 11-16.

Graça, Serafim Gabriel Soares da; Ramos, Dinis de, Águeda antiga: antologia, Edição da Câmara Municipal de Águeda, 1988.

Ramos, Deniz de, Águeda, Anos 20: da escola primária superior à escola comercial e industrial, Edição da Câmara Municipal de Águeda, 1989.

Ramos, Deniz; Figueiredo, Amorim da Rosa; Neves, Amaro, Misericórdia de Águeda – 150 anos de História, Santa Casa da Misericórdia de Águeda, 2009.

Tavares, Pe. António Ferreira; Barbosa, Alfredo, Hospital-Asylo Conde de Sucena de Águeda, Santa Casa da Misericórdia de Águeda, 2006.

 

Arquivos:

ANTT, PT-TT-ID/1/36, Chancelaria de D. Afonso V – Comuns, Carta de provedor a Affonso Annes para provedor da Albergaria do lugar de Águeda, 1449-11-18, liv. 37, f.18.

ANTT, PT-TT-MPRQ/1/55, Memórias Paroquiais – Águeda, Aveiro, 1759.

AUC, Dep II-AD/D/Est 17/ Tab 5/ 367, Assembleia Distrital de Coimbra, Movimento de internados da Junta de província da beira litoral: Casa da Criança “Deuladeu Martins” de Águeda, 1953-1958.

AUC, Dep II-AD/D/Est 17/ Tab 2/ 61, Assembleia Distrital de Coimbra, Cadastro de internados da Junta de província da beira litoral: Casa da Criança “Deuladeu Martins” de Águeda, 1954-1959.

ADAVR, PT-ADAVR-ADA/ADA/PRS/B, Assembleia Distrital de Aveiro, Casa da Criança de Águeda, 1977-1991.

SGMF, ACMF/Arquivo/DGJC/AVE/AGU/PRDIV/001, Autorização para admitir ao serviço do Hospital da Misericórdia de Águeda várias religiosas congreganistas, 1922-06-23 a 1928-03-03, cx. 415



[1] PT-SCMAGD/A20/115, Livro das Visitas, obrigações e de receita e despesa do Hospital do lugar de Águeda, 1725-1827, f. 54v

 

AnexoTamanho
Inventário Arquivo Histórico SCMAGD.pdf855.85 KB